MUDANÇAS CLIMÁTICAS

O DESAFIO DA MUDANÇA CLIMÁTICA GLOBAL



Confirmada pelos cientistas e já sentida pela população mundial, a mudança climática global é hoje o principal desafio socioambiental a ser enfrentado.

Mudança climática é o nome que se dá ao conjunto de alterações nas condições do clima da Terra pelo acúmulo de vários tipos de gases como o dióxido de carbono CO₂ e o metano CH₄ na atmosfera emitidos em quantidade excessiva há pelo menos 150 anos desde a revolução industrial, através da queima de combustíveis fósseis, como o petróleo e o carvão, e do uso inadequado da terra com a conversão das florestas e da vegetação natural em pastagens, plantações, áreas urbanas ou degradadas.

Esses gases também chamados de gases de efeito estufa forma uma espécie de cobertor na atmosfera, que impede que os raios solares que incidem sobre a Terra sejam emitidos de volta para o espaço acumulando calor e provocando o aumento da temperatura na sua superfície, assim como ocorre numa estufa de plantas, são gases que sempre esteve presente na composição da atmosfera, mas estima-se que há atualmente um acúmulo de cerca de 30% a mais do que havia antes da revolução industrial e a sua emissão continua crescendo, o que altera as condições climáticas anteriores.

Estima-se também que a temperatura da Terra aumentou 0,7 grau centigrado no ultimo século e que os últimos dez anos foram os mais quentes da história. Parece pouco, mas a provável intensificação desse processo deverá provocar o degelo nos polos e em outras regiões geladas do planeta com o consequente aumento do nível dos oceanos. Assim ficarão afetados os ecossistemas marinhos, as correntes e as ilhas oceânicas, as paias, os mangues e as áreas urbanas mais baixas das cidades litorâneas.



O efeito estufa já vem afetando o regime de chuvas em varias partes do mundo provocando secas e enchentes mais intensas com serias consequências para a agricultura. O fenômeno El Niño, provocado pelo aquecimento das aguas do oceano pacífico nas proximidades da costa peruana está associado ao efeito estufa, que aumenta sua frequência e intensidade e tem afetado o clima sul-americano e do brasileiro além do de outras regiões. Também se atribui ao efeito estufa o aumento em numero e intensidade de ocorrências catastróficas como ciclones e furacões.

Segundo previsões da maior parte dos cientistas, o mundo todo sofrerá com o impacto da mudança climática já no decorrer deste século. Além de ameaçar a sobrevivência de inúmeras espécies que não terão tempo de se adaptar a ela, sofrerão em particular as populações humanas cuja sobrevivência depende da pesca ou da agricultura. Embora os países desenvolvidos sejam os principais responsáveis históricos pelo acumulo de gases na atmosfera, estima-se que os países mais pobres serão mais duramente afetados pela mudança climática. O caso mais grave é dos países insulares da Oceania, que com o aumento do nível do oceano, em vista sua baixa altitude, corre o risco de submersão.